Durante ato em defesa da Justiça do Trabalho, Sasp reafirma compromisso de lutas

Durante ato em defesa da Justiça do Trabalho, Sasp reafirma compromisso de lutas

setembro 6, 2019 0 Por editorsinprosasco

O Movimento em Defesa da Justiça do Trabalho – que reúne cerca de 20 entidades, entre elas o Sintrajud, a Amatra-2, Sindicato dos Advogados (SASP), Associação de Advogados Trabalhistas (AAT-SP), Juízes pela Democracia (AJD) e ABJD (Juristas), entre outras, realizou Ato em frente ao Fórum Trabalhista Ruy Barbosa, na Barra Funda, em São Paulo, no dia 5 de agosto.

O movimento, que envolve advogados, juristas e magistrados, também luta em defesa da previdência social, contra a resolução da mordaça da Magistratura (CNJ), contra a PEC 108/19, contra a MP 881, e em defesa das prerrogativas da advocacia, em favor da cidadania.

A MP 881, aprovada em tempo recorde na Comissão Mista do Congresso criada para analisá-la, nos mesmos dias em que eram votados na Câmara o texto-base e destaques da ‘reforma’ da Previdência, aprofunda os ataques à Justiça do Trabalho como instrumento garantidor de direitos e aprofunda os ataques aos trabalhadores, de acordo com o Movimento.

O Movimento em Defesa da Justiça do Trabalho surgiu no início deste ano, quando o presidente Jair Bolsonaro, que havia acabado de assumir o governo, determinou a extinção do Ministério do Trabalho, ameaçando também extinguir o Judiciário Trabalhista e o Ministério Público do Trabalho, alegando que “o Brasil é o país dos direitos em excesso”.

Em janeiro, o Movimento realizou atos em 34 cidades do país, obrigando o presidente a recuar. Agora, Bolsonaro fatia o projeto de extinção das garantias trabalhistas e de cidadania reapresentando as propostas aos poucos em articulação com o Congresso Nacional, e a importância da mobilização fica ainda mais evidente.

Entre os participantes do ato estava o presidente do SASP, Fábio Gaspar, os diretores Takao Amano e Vagner Patini, o deputado estadual Carlos Giannasi (Psol), entre outros. Além do SASP, entidades AJD, AMATRA, ABJD, AAT e Sintrajud, foram registradas também as presenças da ABRAT, AOJUSTRA, e OAB-SP.

Para saber mais, clique aqui.

Fonte: SASP