07/05/2019

Professores, a Campanha Salarial da Educação Básica seguirá para dissídio coletivo.

Esta decisão foi tomada hoje, 06/05, durante reunião realizada entre a Fepesp, Sinprosasco e todos os demais sindicatos que fazem parte da federação.

É importante que todos os professores saibam que o Sieeesp mentiu ao negar que não havia aprovado a proposta de negociação, a qual estava apenas aguardando a assinatura para validar a nova CTT. 

O processo de dissídio coletivo será encaminhado ainda nesta semana pelos sindicatos: Sinpro Guarulhos, Sinpro SP, Sinpro Santos e Sinpro de São José do Rio Preto.

O outro grupo, que inclui o Sinprosasco, entrará com dissídio coletivo nas próximas duas ou três semanas em razão da documentação que precisa estar uniforme e possíveis mediações do Tribunal. O Sinprosasco manterá a proposta 1 como condição para fechar a negociação, a qual foi aprovada na assembleia dos professores.

Leia mais aqui:
Assembleia no Sinpro SP rejeita contraproposta patronal
Campanha Salarial 2019: sindicato patronal apresenta contraproposta

O documento abaixo é um resumo objetivo de tudo que ocorreu na Campanha Salarial. Ponto a ponto, toda a negociação está descrita nele. É uma ótima oportunidade para que todos os professores fiquem cientes de como ela transcorreu e do que vem pela frente.

Ponto a ponto, saiba tudo que aconteceu na Campanha Salarial da Educação Básica.

Confira algumas fotos do encontro dos sindicatos: