30/06/2018

Política é a ciência da governança de um estado ou nação e também é a arte de negociação para compatibilizar interesses. O termo tem origem no grego “Politika”, uma derivação de “Pólis”, que designa “aquilo que é público”. A ciência política trata-se da forma de atuação de um governo em relação a determinados temas sociais e econômicos de interesse público: política educacional, de segurança, política salarial, habitacional, política ambiental, etc.

Assim, o sistema político é uma forma de governo que engloba instituições políticas para governar uma nação. Ele é um conjunto de regras ou normas de uma determinada instituição.

O sindicato é um órgão de classe que serve para fortalecer as ações de uma categoria, a fim de que a política que venha a ser colocada em prática não fragilize os direitos da classe representada, para que ela não venha a perder nas questões econômicas, sociais ou trabalhistas. O sindicato tem por obrigação acompanhar as discussões políticas em nível de Estado e Federação, pois essa política pode favorecer a categoria nos níveis municipal, estadual e federal.

O sindicalismo, como organização de luta e representação dos trabalhadores, surgiu no início do século XIX na Inglaterra, o país capitalista mais desenvolvido do mundo na época. Ele surgiu no momento da Revolução Industrial, no contexto de exploração do “homem” que acontecia devido à ganância dos industriais ingleses no período.

Em termos de Brasil, podemos dizer que não houve uma luta relevante no país sem a presença do movimento sindical. Nesse sentido, as entidades sindicais, movimentos sociais e estudantis, assim como outras instituições, fazem da política sua ferramenta de luta para conseguir melhorias para os trabalhadores.

Ainda podemos dizer que a política sindical é uma das poucas formas de conquistarmos direitos para manter o que já foi conquistado. Justamente tentando evitar essas lutas, o Estado hoje tenta criar barreiras para conter o avanço do movimento sindical, pois como é sabido, cria-se leis criminalizando os movimentos sociais e sindicais. Um exemplo disso foi a greve dos caminhoneiros, duramente reprimida e multada em milhões de reais, e já cobrada, mas o Estado não cobra as multas das empresas que destruíram vidas e cidades, como foi o caso de Mariana em Minas Gerais.

Ainda para contextualizar a questão sindical, a palavra “sindicato” tem sua origem na expressão francesa “Syndic”    e significa “representante de uma determinada comunidade”. A melhor definição é de autoria dos sociólogos e ativistas sociais ingleses Beatrice e Sidney Webb: “União estável de trabalhadores e trabalhadoras para a defesa de seus interesses e implementação das melhorias de condições de vida”.

O sindicato faz a mediação de forma legal e legítima entre os proprietários da força de trabalho. Mas, para que isso de fato aconteça, ele deve colocar em prática uma política que venha a apoiar os trabalhadores, sendo necessário estar em concordância com os representantes que se identifiquem com os trabalhadores.

Assim, não há como o sindicato apoiar qualquer representante que vote em políticas que colidam com os interesses dos trabalhadores. Ou seja, o Sindicato é uma organização política que luta em benefício dos trabalhadores e contra qualquer político ou política que tente retirar os direitos conquistados e impedir novos avanços.

Diante do exposto acima, o Sinprosasco vem solicitar que os trabalhadores avaliem bem os candidatos e propostas e não votem em políticos que tenham retirado nossos direitos pensando apenas em ofertar maior lucratividade aos empresários. Lembrando que em nossa região há vários políticos que votaram contra o trabalhador. Antes de votar nas próximas eleições pesquise qual foi o voto dos deputados e deputadas mais votados na região, assim como, o voto daqueles e daquelas que sempre estiveram ao lado dos trabalhadores.

https://www.intersindicalcentral.com.br/wp-content/uploads/2018/06/Folder-Apresenta%C3%A7%C3%A3o-INTERSINDICAL.pdf