09/05/2019

No próximo dia 15 de maio a paralisação dos professores será um protesto contra a reforma da Previdência e o desmonte da educação.

A convocação inicial tinha como mote a insatisfação dos trabalhadores do segmento educacional com a reforma da Previdência, mas ganhou novas bandeiras a partir dos anúncios de cortes das verbas federais para educação superior e básica.

As entidades pretendem aproveitar a pauta para chamar atenção da sociedade para o desmonte da educação que está em curso em todos os níveis da educação, e acumular forças para construir a greve geral do dia 14 de junho em defesa da aposentadoria.